Eleição CFM: médicos de todo o País vão às urnas em meio a suspeitas de fraude

Na manhã de quinta-feira (22), a reportagem do Esquerda Virtual recebeu denúncia acerca de suposta fraude na eleição para o Conselho Federal de Medicina, que ocorrerá em todo o Brasil no próximo dia 28 de agosto. Trata-se de possíveis manobras políticas para ocultar ilegalidades em torno da candidatura do atual primeiro vice-presidente do Conselho Federal de Medicina, Mauro Luiz de Britto Ribeiro, que concorre, com chapa única, a uma vaga no CFM pelo Estado de Mato Grosso do Sul.

Segundo a denúncia, Mauro Ribeiro, cotado para ser o próximo presidente do CFM, órgão máximo de controle da ética médica no país, teria evitado, ilegalmente, a demissão do cargo público que ocupava no município de Campo Grande, tornando-se, com isso, elegível para disputar a vaga de conselheiro federal na eleição de 28 de agosto. O fundamento da demissão que não ocorreu foi o abandono do cargo público de médico, lesando a Santa Casa de Campo Grande.

Veja a matéria na íntegra