Adriano do Baldy pede união de forças para universalizar acesso do brasileiro ao saneamento

Durante seminário que discutiu propostas para ampliação da rede de água e esgoto no Brasil, realizado no Congresso Nacional nesta quinta-feira, o deputado federal Adriano do Baldy (PP) pediu união de forças em Brasília e nos estados para universalizar o acesso da população aos serviços de saneamento básico. Adriano afirma que hoje há 100 milhões de pessoas no País sem esgoto e 35 milhões sem água tratada em casa.

O seminário foi proposto e presidido pelo próprio Adriano, que na abertura do evento disse que investir em saneamento é fundamental para reduzir desigualdades sociais, ambientais e econômicas.

“A realidade do saneamento no Brasil é reflexo histórico da falta de investimento no setor e da adoção de políticas públicas que, infelizmente, não responderam à altura do problema e, ao contrário, agravando a ausência do saneamento principalmente em áreas ou regiões de grande adensamento populacional, como as periferias dos grandes centros urbanos, as cidades menores e o meio rural”, afirma Adriano.

O parlamentar diz que atacar com firmeza esta situação é dar um salto em qualidade de vida e desenvolvimento, com impactos positivos nos gastos com Saúde, reduzindo as epidemias de origem na veiculação hídrica ou nas condições sócio ambientais de vida de grande parte da população.

“ Há um desafio gigantesco que teremos de enfrentar rapidamente para definir que tipo de futuro que queremos para o país”, diz o deputado. Na opinião dele, os atuais índices de atendimento dos serviços públicos de saneamento ambiental no Brasil alertam para a necessidade urgente da adoção de estratégias e políticas que invertam esta realidade.