Henrique Arantes pergunta por que Sintego não protesta contra PEC do desmonte da UEG

No momento em que a PEC do desmonte da Universidade Estadual de Goiás (UEG) entra em votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), nesta quinta-feira, o deputado Henrique Arantes (PTB) faz uma pergunta interessante: onde está o Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sintego), que não fez um protestozinho sequer contra o desmonte que o governo planeja promover?

 Hoje, o Estado investe 27% da sua receita em educação como um todo, sendo 25% em educação básica (exigidos pela Constituição) e 2% na UEG. A PEC quer que educação básica mais UEG fiquem em 25%.

O que acontecerá, se a PEC for aprovada? Ou o governo reduzirá o que investe em educação básica, ou reduzirá o que investe na universidade. O prejuízo é líquido e certo.