Site da Polícia Civil de Goiás não publica uma linha sobre prisão de delegado e 3 agentes por corrupção

Até 20h30 desta quinta-feira, o site da Polícia Civil de Goiás não havia publicado uma linha sequer sobre a prisão de quatro dos seus funcionários (um delegado, um escrivão e dois agentes) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) nesta quinta-feira. De acordo com a investigação, o delegado José Maria da Silva e estes membros da sua equipe receberam propina de R$ 100 mil para aliviar a barra de um intermediário de cargas roubadas. 

A gente quer saber o que a Polícia Civil de Goiás tem a dizer. Por que os órgãos de controle interno não haviam detectado antes?