Primeira-dama Gracinha Caiado é a principal personagem dos primeiros 8 meses de governo

A primeira-dama Gracinha Caiado foi a principal personagem dos primeiros oito meses de governo Caiado, protagonismo que demonstra, na prática, a incapacidade administrativa e política do governador. A Leoa baiana aprontou neste período. Deslumbrada, inundou as redes sociais de fotos e vídeos com showzinhos dela, ganhou duas páginas e generoso espaço na capa do Popular, comandou reuniões, sentou-se na cadeira do governador, puxou a orelhas de secretários, advertiu deputados,  mandou e desmandou sobre nomeações e chefiou o departamento de perseguições políticas. A trepidante first lady se fez se fotografar descendo de uma aeronave ado tráfico de drogas apreendida pela política e aí começou o calvário. Acusada de usurpar o poder, foi afastada dos eventos e reuniões pelo governador, apelou, teve uma briga feia com o marido e resolveu se refugiar em São Paulo. Não sem antes avisar que não bota mais os pé em Goiás e não quer mais saber de governo.
Por tudo isso, e muito mais que não caberia aqui, ela se constituiu na personagem principal do governo.
Pena que não tenha durado muito o estrelato.