Mal orientado, Otavinho ataca Humberto Aidar e compra briga desnecessária com relator da CPI dos Incentivos Fiscais

Em nota publicada na coluna Fio Direto, editado no Diário da Manhã pela jornalista Sueli Arantes, o presidente da Adial, Otavinho Arantes, deu uma elefante em loja de louça.

Como um verdadeiro trapalhão, Otavinho arrumou briga com o relator da CPI dos Incentivos Fiscais, deputado Humberto Aidar.

O presidente da Adial acusou injustamente Aidar de politizar a CPI, afirmando que falta ao parlamentar conhecimento e adiantar posições antes mesmo de concluir o relatório.

Mais uma bola fora de Otavinho: a condução de Aidar na CPI é equilibrada e irrepreensível, resultado, aliás, da experiência política e  dos seis mandatos que possui como deputado estadual.

Otavinho comprou um briga desnecessária, por  certo mal influenciado pelo amadorismo de sua assessoria.