Colapso no Hugo (2): instituto que gerencia o Hugo confirma rumores de demissão em massa dos servidores

O instituto Haver, que prepara-se para transferir a gestão do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) para o INTS depois de nove meses, confirma por meio de nota os rumores de que pode haver (perdoe-nos pelo trocadilho) demissão em massa de servidores da unidade – entre eles técnicos, enfermeiros, médicos e profissionais de segurança e limpeza. No entanto, o instituto diz que sua obrigação se encerra na quitação da folha de agosto e que a renovação dos vínculos contratuais é assunto restrito ao INTS e à Secretaria de Saúde. 

Confira a nota abaixo: