Servidores do Hugo organizam ato contra demissão em massa, falta de transparência na gestão e mudança na jornada de trabalho

Servidores do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) realizam nesta sexta-feira, às 17h30, protesto contra ações do governador Ronaldo Caiado (DEM) que tornaram o ambiente de trabalho no hospital insustentável. A mais grave, entre todas elas, é uma discussão com a instituição que assumirá a gestão do Hugo (o INTS) que pode acarretar A demissão em massa de enfermeiros, técnicos, médicos, profissionais de limpeza e segurança, etc. O protesto vai condenar também a tentativa de ampliar indiscriminadamente a carga de trabalho de 30 horas semanais e a falta de transparência na mudança da Organização Social (OS) que administrará o Hugo, entre outros pontos.