URGENTE Depois da polêmica da usurpação de função pública, Caiado nomeia primeira-dama em cargo não remunerado no governo

O governador Ronaldo Caiado consultou o procurador-geral de Justiça, Ailton Vechi, se havia procedência na denúncia feita por deputados de oposição de que a primeira-dama Gracinha Caiado estaria incursa no crime de usurpação de função pública.

Como a resposta foi positiva, Caiado encomendou à Casa Civil uma saída para Gracinha, com a criação de uma Gabinete Técnico Social de Goiás, com remuneração equivalente a secretário estadual.

Caiado aceitou a sugestão, mas descartou a remuneração.

Gracinha foi nomeada para o cargo, mas agora terá que se restringir à área social do governo.

A informação sobre o cargo ao qual a primeira-dama foi nomeada foi publicada no blog da jornalista Fabiana Pulcineli.