Jarbas Rodrigues e Bruno Rocha Lima orientam mal e Adial se complica na CPI dos Incentivos Fiscais

Estratégia de confronto formulada por Jarbas Rodrigues e Bruno Rocha Lima afunda Adial na CPI dos Incentivos Fiscais.

O alternativa de confronto formulada pelos jornalistas Jarbas Rodrigues e Bruno Rocha Lima azedou o clima e encrencou a Adial na CPI dos Incentivos Fiscais.

Ex-assessores de imprensa de Zé Elton e Daniel Vilela, Jarbas e e Bruno açularam o presidente da Adial, Otavinho Lage, a bater de frente como relator Humberto Aidar, acusando-o de politizar a CPI.

A bola foi fora: a investida de Otavinho fortaleceu Aidar, que ganhou apoio aberto do presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira, e cresceu no jogo, elevando a CPI à pauta principal da imprensa em Goiás.

Os dois jornalistas foram contratados a peso de ouro pela Adial para orientar a entidade, mas, pelo que se viu até agora, parece que estão desorientando, tantas têm sido as trapalhadas que Otavinho Lage, Edwal Portilho e cia andam aprontando.