Desmoralizada por Caiado, Fátima Gavioli diz que não pode atender reivindicações do Sintego e vira exterminadora do piso salarial dos professores em Goiás

O governador Ronaldo Caiado trouxe Fátima Gavioli de Rondônia para transformá-la em exterminadora do piso salarial dos professores de Goiás.

Não bastasse a redução das verbas da educação com a inclusão dos 2% da UEG na vinculação constitucional, a secretária de Educação agora também é submetida à desmoralização de negar a maior conquistas dos professores: o piso salarial nacional.

Gavioli perde o discurso, não tem mais o respeito dos professores e vira uma alma penada na Secretaria da Educação.