Covardia: submisso a Caiado, Karlos Cabral foge do plenário por não ter coragem de votar contra PEC da Educação

O deputado estadual Karlos Cabral (PDT) praticou um ato de covardia sem tamanho na sessão da Assembleia da última terça-feira, que votou a PEC do governador Caiado que tirou R$ 500 milhões da Educação. Submisso a Caiado, ele quer ter as benesses do governo, mas não o ônus de votar a favor de projetos impopulares. Por isso escafedeu do plenário na hora em que a PEC seria votada. A base governista está irritada com ele e exige vingança do governo.