Professor desabafa contra o desmonte da Educação em Goiás e chama Caiado de “criminoso”

O professor Maikon dos Santos Silva denuncia o desmonte da Educação em Goiás, condena a gestão e Fátima Gavioli, afirma que a escolas estaduais estão sucateadas e chama o governador Caiado de criminoso.

Leia a íntegra do desabafo do professor Maikon que enviado ao WthatsApp do G24H:

“Goiânia, três da tarde, quase 40 graus de sensação térmica. È muito calor não é? Pois saiba que nesse momento, em várias escolas, crianças  e adolescentes se amontoam em salas de aula sem um ventilador sequer. Algumas dessas salas até tem ar condicionado, mas não funcionam por falta de manutenção. Em outras  escolas o ar condicionado  das salas funciona, mas a máquina de xerox não!

Mas tem escola que tem ar condicionado e máquina de Xerox, mas não tem professor de apoio para o estudantes com necessidades especiais.

Tem escola que não tem telhado, tem escola que não tem caixa d`água. Desafio qualquer pessoa a encontrar uma escola estadual em Goiás em que não falte algo básico.

Todos os professores da rede estadual não estão recebendo o piso nacional.

E o que o governador desse estado fez? Cortou 2% da verba da educação básica e fez uma lei, que na prática, achata o salário do professor. Pasmem! ele precisava direcionar dinheiro para a UEG, mas em nenhum momento pensou em diminuir os altos salários dos funcionários comissionados. Não demitiu os funcionários fantasmas, não tocou no auxilio moradia dos juízes e nem nos auxílios livro/terno/combustível dos deputados…ele tirou da educação BÁ-SI-CA.

O Governo Caiado é CRIMINOSO, assim como a gestão da “secretária dos cortes” Fátima Gavioli. Se você ajudou a eleger esses bandidos, trate de lutar contra eles. A culpa é sua.

Quem está pagando são as crianças e adolescentes, que nesse momento estão desidratando nas salas de aula que mais parecem câmaras de tortura.

Professor Maikon dos Santos Silva”