Iris, com os bens bloqueados por improbidade, solta nota, mas não esclarece acusações

O jornal O Popular informa, neste sábado, que o ex-prefeito Iris Rezende divulgou nota sobre a decisão do Tribunal de Justiça que tornou indisponíveis parte dos seus bens, em função de processo em que responde por improbidade administrativa na época em que comandava a prefeitura de Goiânia.

Mas, a nota, segundo o jornal, não dá resposta às acusações do Ministério Público contra Iris. O velho cacique peemedebista apenas promete, para o momento oportuno, fazer todos os esclarecimentos necessários.

Especialistas em Direito Eleitoral opinam que Iris, caso seja mantido o bloqueio dos seus bens, não poderá registrar candidatura a cargo eletivo, mesmo não tendo ainda sido condenado – o processo está em andamento e não teve por enquanto sentença de 1º Grau, da qual cabe recurso.

Entretanto, como a indisponibilidade patrimonial foi decretada por um colegiado, no caso o Tribunal de Justiça, a hipótese seria suficiente para enquadrar Iris na Lei da Ficha Limpa e inviabilizar qualquer candidatura sua.