Discurso de geração de postos de trabalho via incentivos fiscais de empresários da Adial cai por terra com desemprego de 400 mil trabalhadores em Goiás

O Estado de Goiás possui um exército de 400 mil trabalhadores desempregados, aponta dados do IBGE.

Dos 400 mil desempregados, 174 mil desistiram ou não procuraram ocupação no mercado de trabalho em 2019.

É com este contingente de trabalhadores que o governo de Goiás deve se preocupar – e não com meia dúzia de empresários que enchem os bolsos de dinheiro sem dar contrapartida aos incentivos fiscais.

O desemprego que caminha para a casa de meio milhão de trabalhadores no estado desmente categoricamente o discurso que os benefícios fiscais estão aumentado a massa de empregos em Goiás.

A renúncia fiscal é o imposto mais injusto à população.