Em encontro organizado pela Adial, presidente da Acieg denuncia que”insegurança jurídica” com Caiado em Goiás cria “clima de terrorismo”

Em referência clara ao governo Caiado, o presidente da Acieg, Rubens Filet, denuncia que “insegurança jurídica” vivida em Goiás desde a posse da atual gestão criou “clima de terrorismo” prejudicial ao ambiente de negócios e à vinda de novas empresas para o estado.
Como o G24H previu, as declarações do líder classista foram dadas durante encontro do Movimento em Defesa do Desenvolvimento e dos Empregos, capitaneado pela Adial.
“E quando a gente fica com essa insegurança jurídica, essa insegurança que empresas que nos procuram na associação comercial e nas outras entidades para se instalarem aqui dentro do estado de Goiás, isso é muito ruim, porque cria um clima de terrorismo tão grande que as empresas que estão investir em Goiás não vem e as empresas que já estão aqui não sabem se vão ficar e se vão fazer os seus investimentos” , disse.