Irmão de deputado promove execração pública de Eduardo Macedo, ex-presidente da Goiás Parcerias

O presidente interino da Goiás Parcerias, Heitor Camargo, irmão do deputado estadual Wagner Neto, comanda na estatal um processo de execração pública do ex-presidente Eduardo Macedo.

Camargo fala abertamente que presidente demitido está envolvido em corrupção e as irregularidades não se restringem apenas ao contrato sem licitação de R$ 400 mil com o escritório de advocacia fantasma de Taquaral.

O presidente interino determinou a suspensão de todos os contratos realizados na gestão de Macedo, que passarão por pente fino de auditoria interna, com apoio da Procuradoria Geral do Estado.

A ordem é levantar todos os podres de Macedo.