Chequinho ataca Assembleia e complica vida da Adial na CPI dos Incentivos Fiscais

Azedou de vez a relação entre a Adial e a Assembleia Legislativa com os ataques do diretor executivo da entidade, Edwal Portillo, o Chequinho, à CPI dos Incentivos Fiscais.

Chequinho avançou o sinal e disparou contra o relator da CPI, deputado Humberto Aidar, que está no sexto mandato e é um dos parlamentares mais respeitados do Legislativo goiano.

Ao dizer que Aidar é irresponsável e leviano, Chequinho comprou uma briga pesada que pode prejudicar a Adial Goiás.

Ao ler as declarações de Chequinho, um deputado da CPI foi curto e grosso: “Do alto da sua insignificância, esse cidadão tem que saber acionar o cérebro antes da língua para não falar esse monte de asneiras”.