Cileide escreve artigo sobre o lento assassinato do transporte coletivo na grande Goiânia, mas se esquece de dizer que Iris é o grande culpado

O artigo da jornalista Cileide Alves no Popular deste domingo (29) sobre o transporte público na região metropolitana de Goiânia foi bem formulado e está corretíssimo.

Cileide só se esqueceu de anotar que o grande culpado pelo lento assassinato do transporte coletivo na grande Goiânia tem nome e endereço: Iris Rezende Machado.

Iris controla a prefeitura há 16 anos: elegeu-se para três mandatos e foi decisivo na eleição de um preposto, o petista Paulo Garcia.

Nestes 16 anos, a prefeitura se omitiu de qualquer intervenção no transporte coletivo, como, de resto, no trânsito da cidade, que se tornou caótico, restringindo-se a homologar o aumento das tarifas, sem exigir qualquer contrapartida das empresas de ônibus.

Em tempo: a articulista do Popular escreveu tese de doutorado sobre Iris Rezende e tem fama de ser condescendente com o velho cacique emedebista.