Viagens do presidente Jair Bolsonaro custam caro aos cofres públicos e não rendem nada a Goiás

As viagens do presidente Jair Bolsonaro a Goiás custaram caro aos cofres públicos e não renderam nada de concreto ao estado.

Somente em gastos diretos, não contabilizando as despesas do governo de Goiás, a cinco viagens de Bolsonaro ao estado consumiram quase R$ 300 mil, com deslocamento, segurança, hospedagens e diárias.

Em dez meses de governo, Bolsonaro não autorizou obras nem fez qualquer ajuda ajuda ao governo goiano.