Morte do soldado Walisson: família cria Disque-denúncia para tentar elucidar o crime

O Jornal Anhanguera mostrou nesta sexta-feira que a família do soldado Walisson, assassinado no dia 22 de setembro, criou um Disque-denúncia por contra própria para tentar elucidar o crime. Walisson levou um tiro na cabeça quando trabalhava com outros três colegas dentro de uma viatura descaracterizada da Polícia Militar. As informações dão conta de que uma camioneta preta passou ao lado da viatura e alguém disparou os tiros.

A mãe de Walisson afirmou que a família conseguiu juntar R$ 5 mil para dar de recompensa a quem ajudar na elucidação do crime. “O caso está esquecido; está parado”, desabafou Dona Anísia.

O número criado pela família é o (62) 9 8445 4013.