Família de PM assassinado em Aparecida oferece recompensa de R$ 5 mil por informações sobre atirador

A família do soldado da Polícia Militar Walisson Miranda, morto no dia 23 de setembro em Aparecida de Goiânia com um tiro na cabeça, oferece R$ 5 mil por informações que levem ao indivíduo que fez os disparos. O homicídio aconteceu na avenida União, no setor Garavelo. Walisson estava em uma viatura descaracterizada. Ele tinha 28 anos. 

“Eu acho que ele deve ter descoberto alguma coisa para alguém querer matar ele. Porque atiraram para matar”, disse Anísia Miranda da Costa, mãe do soldado, em entrevista à TV Anhanguera nesta quinta-feira. De acordo com ela, informações podem repassadas pelo seguinte contato (62) 9 8445-4013.

Conforme informações preliminares, o tiro que atingiu o soldado Walisson partiu de um indivíduo que ocupava uma caminhonete S10. O soldado fazia a ronda no Anel Viário, em Aparecida de Goiânia, na noite do último domingo (22/9) quando tudo ocorreu. Segundo apurado pelo Dia Online, uma equipe da CPE trafegava em uma viatura descaracterizada pelo Anel Viário quando a caminhonete encostou do lado, e o indivíduo do banco do carona efetuou vários disparos contra os policiais.