Fora, Enel: juiz estipula prazos para que empresa, a pior do Brasil, regularize serviços prestados a todos os consumidores de Goiás

A jornalista Wanessa Rodrigues informa no site Rota Jurídica que “a Enel terá de regularizar os serviços prestados a todos os consumidores do Estado, o que compreende os pedidos de aumento de carga e atendimento da demanda reprimida. A liminar foi concedida pelo juiz Éder Jorge, da 20ª Vara Cível de Goiânia.
O magistrado atendeu pedido feito pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO), que alega ‘baixa qualidade de energia elétrica, ausência de carga disponível para novas instalações e aumento de carga de instalações já existentes”.