“Eles não prenderam um homem, eles tentaram matar uma ideia”, diz Lula

Em discurso de pouco mais de 15 minutos logo após deixar a carceragem da Polícia Federal em Curitiba, no início da noite desta sexta-feira (8/11), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mandou recado para adversários políticos, entre eles o ministro Sérgio Moro, e garantiu que percorrerá todo o Brasil com a bandeira do Partido dos Trabalhadores (PT). “Eles não prenderam um homem, eles tentaram matar uma ideia”, disse. Lula foi solto por volta das 17h40, menos de 24 horas depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) declarou inconstitucional a prisão em segunda instância.