Censura: governo Caiado proíbe show de Itamar Correia no Teatro São Joaquim, na Cidade de Goiás

O PT de Goiás emitiu nota de repúdio a ato de censura do governo Caiado que, por meio da Secretaria de Cultura (Século), vetou evento de lançamento de CD do cantor e compositor Itamar Correia, agendado no Teatro São Joaquim, na Cidade de Goiás.

O show de Itamar Correia foi previamente agendado junto à Secult para acontecer neste sábado (16), mas a pasta alegou que, devido ao viés político do evento, decidiu pelo cancelamento da licença para o uso do teatro.

O PT classificou o veto como uma tentativa de censura que remente aos tempos da ditadura militar.

Leia a íntegra da nota de repúdio:

*NOTA DE REPÚDIO*

O Diretório Estadual e o Municipal do Partido dos Trabalhadores – PT, de Goiás/GO, repudia, com veemência, o ato arbitrário e de abominável censura do Governo do Estado de Goiás, via Secretaria de Cultura, de impedir a realização, no Teatro São Joaquim, Cidade de Goiás, do lançamento do CD “Todos estão em nós”, do cantor e compositor Itamar Correia, previamente agendado para este sábado, dia 16 de novembro de 2019.

O cantor e a produção do evento foram surpreendidos, na última hora, pela decisão da SECULT Goiás, de não mais ceder o Teatro São Joaquim, alegando que o lançamento do CD tem “viés político”. Registre-se que o evento foi agendado com muita antecedência e já estava amplamente divulgado e com ingressos vendidos.

O lançamento do CD, que tem a participação do Comitê Goiano de Direitos Humanos Dom Tomás Balduíno, é uma homenagem aos 15 mortos e desaparecidos políticos em Goiás, pela reconstrução do Comitê Goiano da Anistia e dedicado a Dom Tomás Balduíno, Dom Pedro Casaldáliga e Frei Marcos Lacerda.

Estranha muito e preocupa ainda mais esse ato do Governo Caiado, por meio do Secretário Edvaldo Lourenço, uma vez que é do conhecimento de todos que o Cantor Itamar Correia, desde o fim da ditadura militar, sempre desenvolveu, através da arte, essa temática.

O que pretende o Governo de Goiás? Ignorar e querer também que a sociedade ignore o que ocorreu no Brasil durante o período militar?

Muita decepção e retrocesso. Aliás, a área cultural do Estado, que já se notabilizou em não dar continuidade a eventos já consolidados – como o FICA -, também, deixa sua marca como quem censura e tenta impedir a realização de iniciativas da comunidade.

Além da clara censura, temos indícios de ato de improbidade, uma vez que o Teatro é um equipamento público, o qual, recentemente, foi praticamente reconstruído com considerável quantia de recursos públicos federais durante os Governos Lula e Dilma.

O Teatro é do Povo e o seu uso não pode ser decidido a bel prazer dos gestores públicos, como se fosse um bem privado.

Cidade de Goiás, Patrimônio Mundial da Humanidade, 16 de novembro de 2019

DIRETÓRIO MUNICIPAL DO PARTIDO DOS TRABALHADORES –PT DE GOIÁS/GO

DIRETÓRIO ESTADUAL DO PARTIDO DOS TRABALHADORES EM GOIÁS

NOTA DE REPÚDIO"O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores – PT, de Goiás/GO, repudia, com veemência, o ato…

Posted by Xexeu NoyseNoys on Saturday, November 16, 2019