Delegado Eduardo Prado apresenta pedido de rescisão do contrato com Enel

O deputado estadual Delegado Eduardo Prado (PV), vice-presidente da Comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor, participou da reunião realizada na terça-feira, 19, na Superintendência de Proteção aos Direitos do Consumidor de Goiás (Procon-GO), juntamente com a Associação Goiana de Supermercados (Agos), para discutir os enormes prejuízos que a empresa Enel vem causando aos supermercadistas e consumidores em geral e tomar as medidas cabíveis.

Prado apresentou requerimento para que a distribuidora de energia elétrica seja multada devido à má prestação de serviços em relação ao fornecimento de energia. “Não foi uma nem duas reclamações que recebi no meu gabinete sobre os transtornos causados pelas quedas frequentes de energia nos estabelecimentos comerciais. São milhares de supermercadistas, lojistas e produtores que perderam produtos e insumos, tiveram equipamentos queimados, além de falhas nos sistemas. A empresa não tem responsabilidade com os consumidores. Logo, precisamos agir de forma mais enérgica”, diz.

O deputado já protocolou representação na Defensoria Pública do Estado de Goiás (DPE-GO) para que seja realizado um estudo de uma possível ação civil pública contra a Enel devido os constantes erros de contagem dos medidores/relógios, com aumentos exorbitantes nas contas de energia.

Para Prado, já ficou clarividente que a empresa não tem interesse em prestar um bom serviço. “As medidas acordadas entre o Governo de Goiás e a Enel não estão sendo cumpridas. Para acabar com a crise energética no estado, temos que rescindir o contrato. Não podemos aceitar  esse desrespeito com os consumidores”, comenta.