Sintego realiza assembleia nesta quarta para reagir aos cortes na educação estadual

Será realizada nesta quarta-feira, dia 11 de dezembro, a Assembleia Geral da Rede Estadual de Educação, que anteriormente estava prevista para o dia 17. O SINTEGO informa que a mudança foi impulsionada pela chegada de um projeto na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), que altera o Estatuto do Magistério. A Assembleia será na Alego, a partir das 14h.

Para além dos prejuízos das reformas da Previdência e Administrativa, que já tramitam na Alego, o novo projeto também propõe, exclusivamente para trabalhadores/as da Educação, a retirada do quinquênio e da licença-prêmio.

“O Governo quer acabar com o quinquênio, com a licença-prêmio e quer enfraquecer a luta legítima dos/as trabalhadores/as. Não dá para acabar com tudo que nós temos e conquistamos. Assim não é possível! Conto com
toda a categoria na Assembleia”, reforça a presidente do SINTEGO, professora Bia de Lima.

O Governo Caiado quer acabar com a carreira do Magistério e está perseguindo os/as trabalhadores/as da Educação, retirando direitos importantíssimos e fundamentais dos/as profissionais. Ressaltamos que as propostas que tramitam na Alego são prejudiciais para todos/as os/as servidores/as públicos/as, especialmente da Educação. Por isso, é imprescindível a participação da categoria na Assembleia.

Serviço
Assembleia Geral da Rede Estadual de Educação
Local: Assembleia Legislativa de Goiás (Alego)
Data: 11/12/2019
Horário: 14h
Pauta: Reforma da Previdência, Reforma Administrativa, Alteração do
Estatuto do Magistério, Fim do quinquênio, Fim da licença-prêmio,
Piso-Salarial, Data-Base, Progressões, Modulação dos/as Professores/as
de Apoio, 60 horas, Reordenamento da Rede, entre outros.

Contamos com vocês!