TRE-GO: cassado mandato do prefeito de São Patrício

O TRE-GO acatou parecer do Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral), cassou os mandatos e decretou a inelegibilidade por oito anos do prefeito e do vice-prefeito de São Patrício, João Eustáquio Cordeiro e Artemo Machado Parreira.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF) em Goiás, durante a campanha à reeleição, em 2016, o prefeito e o vice cometeram abuso de poder econômico e político, captação ilícita de sufrágio e conduta vedada pela legislação que trata das regras para as eleições.

A decisão  também alcança Melquesedeque Alves Peixoto, que prestou auxílio à dupla. Ele também foi condenado à inelegibilidade pelo prazo de oito anos.