Caiado coloca culpa em Iris pela aglomeraçbao de idosos nos locais de vacinação contra a gripe em Goiânia: “Inaceitável e inadmissível”

Após mais de mil idosos se aglomerarem e e se exporem à contaminação da Covid-19 em longa fila no início da manhã desta segunda-feira (23) na porta do estádio Goiás Esporte Clube e outros locain, no primeiro dia de vacinação contra a gripe em Goiânia, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), literalmente lavou as mãos.

Caiado  não assumiu sua parte de responsabilidade no fato e culpou o prefeito Iris Rezende (MDB), seu aliado político, pelas falhas no esquema de vacinação.

Ao criticar duramente a prefeitura de Goiânia, Caiado classificou a situação no campo do Goiás de “inaceitável e inadmissível”.

“Estamos entrando em contato agora com a prefeitura para que haja uma redistribuição das vacinas, para que não concentrem em alguns pontos. Nós temos toda a estrutura junto aos batalhões da polícia, ao Corpo de Bombeiros, podemos aplicar a vacina até dentro dos carros”, disse em tom áspero.

Caiado pediu que os idosos não se acumulassem na porta do estádio, mas não foi atendido e até tomou vaia. Depois, que circulou por lá numa aparição relâmpago com megafone na mão e aboletado num carro do Corpo de Bombeiro,

Após o furo no esquema de contenção do avanço do coranvíris em Goiânia, fica uma pergunta ficou no ar: por que Caiado e o secretário estadual dsa Saúde, Ismael Alexandrino não tomou providências antes da vacinação para impedir que o pior acontecesse com os idosos de Goiânia?