Secretário da Saúde prevê pico de casos em Goiás no final de abril

O secretário da Saúde, Ismael Alexandrino, afirmou ao O Popular que Goiás ainda não registrou o pico da doença.

“Estamos na curva ascendente, mas de forma linear. Não atingimos ainda o patamar exponencial. No entanto, os números estão crescendo e aumentando e é provável que, ainda esta semana, até o final dela, a curva mude seu ângulo para se tornar exponencial e que, na próxima semana, tenhamos um quantitativo expressivo. O pico de casos em Goiás provavelmente será no final de abril, mas a gente tende e tenta, a todo tempo, rebaixar esse pico”, assinalou.

Alexandrino qdisse que Goiás pode ter nos próximos dias 100 casos graves. “Nós não trabalhamos com uma expectativa maior do que isso. Obviamente, isso é uma previsão”, disse, afirmando que em Goiás há disponibilidade  de cerca mil leitos para atender os pacientes da Covid-19, a maioria na rede do SUS.