Ajuda de Mandetta a Caiado irritou Bolsonaro, diz colunista da Veja

O presidente Jair Bolsonaro não se incomodou apenas com todo o protagonismo do ministro da Saúde,  Henrique Mandetta, nesse momento da epidemia do coronavírus no país.

Bolsonaro  ficou também muito irritado com o tratamento dispensado por Mandetta  a Ronaldo Caiado, que rompeu publicamente com o Palácio do Planalto.

No ato do rompimento,  governador goiano citou Obama e, sobre Bolsonaro, disse que na “política e na vida a ignorância não é uma virtude”.

Os bolsonaristas passaram a chamar Caiado de oportunista e traidor.

A informação é da coluna Radar, da Veja.