Depois de massacrar o servidor público, Caiado vira carrasco do pequenos e médios comerciantes

A insensibilidade do governador Caiado não tem limites, principalmente em relação os pobres e mais vulneráveis.

Agora, por exemplo, depois de massacrar o servidor público, arrancando o couro da categoria sem dó nem piedade, o governador sufoca o micros, pequenos e médios comerciantes e empresários, impondo de forma autoritária o fechamento de lojas e pequenos comércios por mais 15 dias.

Pior: ele não oferece nenhum tipo de apoio para pagamento de impostos e do salário dos trabalhadores.

O carrasco do servidor público agora quer cortar a cabeça dos empreendedores que se matam para conseguir a sobrevivência, como é o caso da turma que rala na Rua 44, por exemplo.