URGENTE Revista Veja: DGPA transfere advogados presos e investiga tortura em presídio

O titular da Diretor-Geral de Administração Penitenciária de Goiás (DGPA), coronel Agnaldo Augusto da Cruz, determinou a transferência dos quadro detentos  que denunciaram a prática  de tortura no Núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia.Conforme VEJA revelou, quatro advogados detidos no presídio encaminharam uma carta à  OAB/GO em que narram vários casos de violência ocorridos no interior do estabelecimento.

A direção do Núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia informou que, ao tomar conhecimento da denúncia, deu início a uma série de procedimentos internos para apuração dos fatos.

Na carta, os advogados Adelúcio Lima Melo, José Roberto de Sá, Luiz Carlos de Souza Lima e Charles Sandre Leopoldino afirmam ter testemunhado  “presos, algemados, totalmente imobilizados e sofrendo agressões físicas”. Segundo eles, os detentos são ‘batizados’ ao chegarem ao Núcleo de Custódia, com “pancadarias e gás”.