“Hospital aqui só funciona graças a Baldy e Adriano”, diz prefeito recém-filiado ao PP

Um dos 49 prefeitos que agora formam o exército do PP em Goiás é Hélcio Oliveira, de Mundo Novo. Helcio afirma que o ato de se filiar ao partido do ex-ministro Alexandre Baldy e do deputado federal Adriano do Baldy foi “automático”, tendo em vista que há algum tempo o hospital da cidade e as principais obras de infraestrutura só existem por causa da dupla.

“Se não fossem as emendas extraorçamentárias do Adriano, nosso hospital já estaria de portas fechadas”, diz o prefeito. “No que diz respeito às obras, eu tenho seis em andamento na cidade. Todas feitas com recursos que o Alexandre arrumou para gente na época em que foi ministro das Cidades (2018) e deputado federal (2015 a 2017).

Entre as obras mais importantes de Mundo Novo que foram viabilizadas com recursos de Alexandre Baldy, o prefeito Hélcio cita R$ 500 mil para construção de calçamento em toda a cidade; R$ 380 mil para recapeamento asfáltico; R$ 300 mil para pavimentação; e R$ 500 mil para revitalização da Praça Nossa Senhora Aparecida. Adriano, por sua vez, destinou R$ 350 mil para saúde e R$ 250 mil para aquisição de dois ônibus escolares, com 42 lugares cada.

Hélcio levou consigo para o PP três vereadores: Admilson Josefino, ex-PSD; Lindomar Dias Nunes, ex-PSD; e Vagner Dias Nunes, ex-PHS. Os três formarão a bancada do PP na Câmara Municipal com o vereador José Ubiratan Ramos, que já era filiado ao partido. Mundo Novo tem nove vereadores, no total.

“A gente fica feliz de ver uma família dessas, como a que tem no PP. Estamos em um município pequeno, quando a gente encontra alguém que estende a mão, tem que abraçar”, afirma o prefeito Hélcio. “O PP é um partido muito forte. Aumentamos a bancada estadual e ficamos feliz que o partido esteja bem estruturado. Alexandre e Adriano fazem um belo trabalho”.