Seis governadores abrem mão dos salários e fazem doação pessoal ao combate da covid-19. Caiado não aparece na lista

Apesar da pressão que têm feito sobre o governo federal para liberação de recursos, apenas seis governadores abriram mão até agora dos próprios salários e fizeram doação pessoal a fundos de combate ao coronavírus.

São eles: Helder Barbalho (Pará), Eduardo Leite (Rio Grande dos Sul), Gladson Cameli (Acre), Mauro Carlesse (Tocantins), Ratinho Júnior (Paraná) e Wellington Dias (Piauí).

Em Goiás, além de nem tocar no assunto, o governador Ronaldo Caiado libera gastos absurdos, como a compra de software para o setor de TI do Ipasgo por R$ 125 milhões, a aquisição de caminhonete de R$ 200 mil na Codego e,pasmem, e a farra de $ 600 mil para abastecer de camarão e lagosta a cozinha do Palácio das Esmeraldas.