Iris rejeita subsídio reivindicado por empresas do transporte coletivo: “Não temos dinheiro para isso”

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), descartou subsídio reivindicado à prefeitura por empresários do transporte coletivo. “Estou cortando tudo oque você possa imaginar. A prefeitura não tem condição para isso”, destacou.

“Entendo que nós estamos vivendo um momento que nunca se viu nesse país, há mais de dois meses estou assinando decretos, cortando despesas, exonerando pessoas, então falar de contribuição financeira da prefeitura seria enganar as pessoas”, encerrou o gestor.

O governador Ronaldo Caiado (DEM), por sua vez, ainda não se manifestou sobre o tema. Já as empresas de transporte alegam não ter condições de arcar com o retorno de 100% da frota sem ajuda do poder público.