Surto de covid-19: Sindicato dos Médicos de Goiás sugere testar todos os profissionais do Hugo

A presidente do Sindicato dos Médicos do Estado de Goiás (Simego), Franscine Leão, diz ver com enorme preocupação a quantidade alta de afastamentos de profissionais de saúde do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) por suspeita ou confirmação do novo coronavírus.

Ela fez uma série de recomendações ao governo estadual para diminuir as chances de contaminação. A principal é a testagem de todos os profissionais da unidade a cada 15 dias.

O Hugo está passando por um surto de covid-19 com 126 profissionais afastados, sendo 70 por ter sintomas de gripe e 56 com coronavírus confirmado. Atualmente, testes rápidos são feitos apenas em profissionais sintomáticos.