Lockdown da comunicação estratégica do governo faz popularidade de Caiado despencar

Sob o comando (ou falta de) do secretário Marcos Silva, a comunicação estratégica do governo estadual sofre lockdown nestes tempos de pandemia.

Com isso, a popularidade de Caiado despencou e o homem virou saco de pancadas nas redes sociais.

O governador, claro, tem grande parcela de culpa: fala muito, age pouco e tem comportamento de ditador do cerrado, o que na democracia é desastroso.

Mas Silva também tem a parte dele de responsabilidade nesse latifúndio de erros de comunicação.
Praticamente inexiste articulação na área e nenhuma orientação ao governador, que bate cabeça com um estilo verborrágico, marcado pelo amadorismo e voluntarismo, algo impossível de dar certo no mundo de hoje.

O resultado é um Caiado impopular, sem força e cada vez mais acuado, acumulando um desgaste atrás de outro.