Lêda Borges defende pagamento de auxílio financeiro a categorias do transporte de passageiros

A deputada Lêda Borges (PSDB) defendeu a importância de ampliar o número de trabalhadores em Goiás para o acesso a algum tipo de auxílio financeiro emergencial disponibilizado pelo Poder Público, durante esse período de combate à pandemia de coronavírus.

A deputada comentou sobre projeto de lei que apresentou na tarde de hoje à Assembleia Legislativa visando estender essa ajuda financeira a categorias do transporte de passageiros. Isso porque, segundo ela, assim como diversos outros profissionais informais e autônomos, esses trabalhadores perderam a renda devido ao isolamento social usado para combater a disseminação do novo coronavírus (covid-19).

Para isso, Lêda Borges defende que o Poder Executivo goiano disponibilize para o pagamento desse auxílio, parte dos cerca de R$ 2,4 bilhões em recursos extras que receberá esse ano do Governo federal para auxiliar no combate à pandemia. Nessa perspectiva, poderiam ser beneficiados trabalhadores do transporte de passageiros regular taxistas, motoristas de aplicativo, motoristas de transporte escolar, microempresários de vans e ônibus escolares.

“Hoje, eu fiz questão de apresentar um projeto para que a gente analise a possibilidade com esse recurso que virá do Governo Federal para o estado de Goiás, de se criar um programa de auxílio emergencial a essas categorias de profissionais que vivem da renda dessa  prestação de serviço”, ressaltou.