Abrasel defende reabertura imediata de bares e restaurantes: “Não dá mais para ficarmos fechados”

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – Goiás (Abrasel-GO), Fernando Jorge, afirmou que a carreata realizada nesta quinta-feira (28) foi um protesto engrossado por todos os associados e seus funcionários que estão parados há mais de 70 dias. 
 
“São mais de 30 segmentos que estão sem trabalhar e não tem previsão para retorno. Não dá mais para ficarmos fechados”, disse. 
 
Segundo ele, a partir de segunda-feira várias empresas irão fechar. “Mais de 3 mil empresas só de bares e restaurantes e mais 12 mil pessoas desempregadas”, afirmou . 
 
De acordo com o Fernando Jorge, a Abrasel reivindica a reabertura imediata dos bares e restaurantes. “Nós queremos reabrir com segurança para nossos colaboradores trabalharem, e com segurança para os nossos clientes”, assinalou. 
 
“Bar e restaurante já trabalham com álcool gel e agora vamos adaptar nossas mesas com afastamento de 2 metros, cadeiras com 1 metro, além de ter um cuidado maior para tratar as pessoas dentro do estabelecimento”.