Caiado não tem capacidade de formular saídas para a crise do estado

Entre especialistas, cientistas políticos, deputados e gestores é unanimidade que os desafios a vencer pelo governo de Goiás estão muito além da capacidade e liderança do governador Caiado.
Segundo avaliam, Caiado deveria suprir a inexperiência no manejo da máquina pública com a arregimentação de quadros competentes e calejados na burocracia estatal. Aí está o primeiro erro. Foram recrutadas pessoas de fora de Goiás, que nada conhecem da realidade goiana e até hoje batem cabeça.
Por isso, o governo ficou sem interlocução e diálogo com a sociedade goiana, o que emperra o andamento da gestão, que está em permanente briga com os setores organizados.
O estilo arrogante e sabe-tudo de Caiado também empurra o governo para o buraco. O governador não ouve ninguém. E o pior: não dá bola para opiniões que divergem da dele, mas peca por não ter o domínio dos mais variados assuntos.
Lá se vai, portanto, um ano e meio e a gestão continua atolada e patinando.
O que se conclui é que Caiado não vai conseguir sair do buraco tão cedo.