Oposição reúne documentos para denunciar “Gabinete do Ódio” do caiadismo

A oposição está arrematado um novelo de provas para denunciar o “Gabinete do Ódio” do caiadismo, que agressivamente atua tentando destruir reputações e espalhando mentiras,  à Polícia Civil, Ministério Público e Justiça.

Documentos apontam o modus operandi esquema de maldades que funcionaria sob as ordens do palácio, bem como a autoria dos textos e a estrutura de distribuição de conteúdo calunioso e difamatório aos integrantes da oposição.

Em maio, o deputado estadual Major Araújo (PSL) denunciou a ação do “Gabinete do Ódio” cadiadista, que atacou sua honra com fake news. Também foram vítimas de agressões Lêda Borges, Alysson Lima, Talles Barreto, Humberto Teófilo e Eduardo Prado.

Financiadores e jornalistas envolvidos com os blogs tóxicos já tiveram os nomes levantados e devem ser trazidos a conhecimento público nos próximos dias.

O Goiás24Horas já teve acesso à lista de nomes de figuras manjadas da imprensa goiana que integrariam o chamado “Gabinete do Ódio”.

Veja a o vídeo em que o deputado Major Araújo denunciou o “Gabinete do Ódio”:

 

VÍDEO Major Araújo denuncia gabinete do ódio do palácio e desafia Caiado