AD

Ministério da Saúde paga emendas de Glaustin a seis municípios goianos

O Ministério da Saúde repassou nesta quarta-feira (1º) mais R$ 751 mil das emendas parlamentares impositivas do deputado federal Glaustin da Fokus (PSC-GO) a seis municípios goianos.
Os recursos já estão nos cofres das prefeituras e devem ser aplicados na aquisição de equipamentos médicos e material para estruturação de hospitais e postos de saúde, além de, no caso de Abadia de Goiás, assistência em média e alta complexidade da rede pública.  Até o momento, são R$ 7,2 milhões distribuídos a 52 cidades em 2020.
“Estive em Brasília nas últimas semanas em busca de destravar investimentos para que nossos municípios enfrentem em melhores condições a fase mais crítica da pandemia de coronavírus em Goiás”, destaca Glaustin. “Esse esforço começou a ser recompensado, mas ainda faltam mais de R$ 2,7 milhões a serem pagos ou empenhados. Também tenho esperança de conquistar outros milhões em recursos extraorçamentários voltados ao combate à covid-19.”
Dos R$ 751 mil, R$ 661 mil se destinam a licitações municipais para a compra de aparelhos médicos, mobiliário e veículos para transporte de equipes da saúde. A estruturação beneficia as redes públicas de Caldas Novas, Davinópolis, Edealina, Firminópolis e Rio Quente. Os outros R$ 90 mil serão gastos no incremento do limite financeiro da assistência de Média e Alta Complexidade (MAC) de Abadia de Goiás, com objetivo de custear ações e serviços ligados ao atendimento ambulatorial e hospitalar do Sistema Único de Saúde (SUS).
Caldas Novas recebe R$ 110 mil a serem aplicados em dois veículos e infraestrutura para o posto de saúde Dr. João Risk, com computadores, impressoras e mobiliário. Davinópolis vai usar R$ 225 mil em equipamentos para sua policlínica, como cadeiras de rodas, desfibriladores, eletrocardiógrafo, ultrassom e sistema computadorizado para teste ergométrico.
Edealina deve investir seus R$ 110 mil em um carro e na melhoria das condições de trabalho de duas unidades básicas de saúde. Firminópolis prevê aplicar R$ 106 mil na aquisição de um veículo e no aperfeiçoamento de dois centros de saúde básica. Já Rio Quente tem R$ 110 mil à disposição para a mobilidade da equipe e um posto de saúde da família, com aparelho de raio-x, cadeiras para coleta de sangue, cadeiras de rodas pediátricas e para obesos, câmara para conservação de imunobiológicos e ultrassom odontológico.
Ao todo, Glaustin indicou R$ 9,9 milhões para a rede pública de saúde de 60 municípios entre suas emendas parlamentares impositivas de 2020. São R$ 7,2 milhões já pagos, R$ 1,34 milhão empenhado e outro R$ 1,37 milhão à espera de confirmação dentro do orçamento do governo federal. Mesmo antes da pandemia, o deputado havia priorizado a saúde, ao reservar para a área mais de 60% dos quase R$ 16 milhões que tinha à disposição neste ano.