Procuradores do Estado não aparecem e desembargador fica indignado em julgamento de recurso em causa milionária

O procurasdores do estado não apareceram no julgamento de recurso em causa de R$ 60 milhões envolvendo o governo de Goiás e a Petrobrás.

O desembargador Alan Sebastião de Sena Conceição se indignou com a ausência dos advogados do estado.

O resultado da negligência dos procuradores: a decisão foi parcialmente favorável à Petrobrás.

Veja o vídeo: