EXCLUSIVO Edital da Goinfra desmente Pedro Sales e confirma: Caiado implanta indústria da multa em Goiás

Ao rebater a indústria da multa instalada pelo governo Caiado, o presidente da Goinfra, Pedro Sales, faltou com verdade.

Senão vejamos:

1. Primeira mentira: se não vai aumentar o número de pardais e radares nas rodovias, a Goinfra deveria licitar a mesma quantidade de equipamentos hoje instalados. O edital  prevê a implantação de pardais radares nas rodovias existentes e também em novas rodovias – cujas obras estão paralisadas. Como há um contrato em vigência, não haveria necessidade de fazer nova licitação e ter um gasto extra de R$ 69 milhões em plena pandemia do novo coronavírus.

2. Segunda mentira: a licitação para pardais e radares não é de R$ 69 milhões em 36 meses. O gasto é muito maior: a soma é de R$ 115 milhões em 60 meses, como o próprio Pedro Sales afirmou à imprensa. Não tem como contestar. É o que está expresso no edital.

3. Terceira mentira: a Goinfra vai instalar todos os pardais e radares de imediato – e não ao longo dos anos, como disse Pedro Sales. Conforme o cronograma de implantação estabelecido no edital, todos os equipamentos constantes no lotes 01, 02, 03 e 04 deverão estar implantados até o décimo terceiro mês do contrato.: 669 unidades. Ou seja, 83% do exigido no edital. No décimo nono mês, é prevista a implantaçao de 100%: 841 unidades.  Sendo que isso representa 200% a mais do que tem hoje.

Resumo da ópera: o governo Caiado está implantando mesmo a indústria das multas em Goiás.

Veja com exclusividade cronograma de instalação dos pardais e radares nas rodovias goianas: