Talles Barreto ressalta legado do PSDB no programa do jornalista Paulo Beringhs

O deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Goiânia, Talles Barreto (PSDB), foi um dos entrevistados do Programa Paulo Beringhs da noite deste domingo (5).
Durante a conversa, ele ressaltou que o poder público não pode ficar omisso quanto às ações de enfretamento da pandemia e protocolos deveriam ter sido criados para retomada de atividades. O programa veiculado pela Fonte TV contou também com a participação do médico psiquiatra Marcelo Caixeta.
“Infelizmente temos um governo que não abre diálogo com os segmentos envolvidos. Enquanto um é autoritário, o outro não aparece. Tem que enfrentar o problema e as pessoas precisam se proteger. Estamos falando de vidas”, frisou.
O parlamentar ponderou que a forma de fazer política mudou. “Hoje o gestor público tem que estar mais próximo da população. Tem que estar presente, discutir os problemas e ouvir a sociedade. Porque isso de eu mando, eu faço, não existe. Com arrogância e prepotência não se chega a lugar nenhum”, disse Talles Barreto relembrando afirmações e a gestão do governador Caiado.
O deputado ressaltou que Goiânia é única cidade do país com acima de 1 milhão de habitantes e que não possui hospital municipal. Indagado sobre o ex-governador Marconi Perillo, Barreto foi categórico ao dizer que basta comparar com o atual governador. “Quantas pessoas se formaram através da bolsa universitária, tiveram emprego através da política dos incentivos fiscais, a vida facilitada pelos serviços oferecidos pelo vapt-vupt e atendimento pela rede de saúde de referência de Marconi?” relembrou.
Talles citou que os escândalos do atual governo envolvendo os dirigentes do Ipasgo, segurança pública e outras pastas. “Goiás tinha tradição de exportar grandes nomes. O governo está se desfazendo e agora Caiado está sentindo na pele as pessoas falando do governo dele. As pessoas estão desacreditadas e sem perspectiva de futuro”, afirmou.
Eleições 2020
Ao comentar sobre as eleições deste ano, Talles Barreto considerou que o adiamento das eleições poderá mostrar a população quem é, sua história de trabalho e os planos de desenvolvimento que tem para a capital enquanto pré-candidato. “Quando as pessoas ouvirem nossas propostas com o que pode melhorar e ser feito por Goiânia, terão em nós uma expectativa de mudança e renovação”, pontuou. Ele ainda reforçou a importância do voto e saber escolher o candidato. “Você tem que olhar bem em quem vai votar tanto no âmbito municipal, estadual e federal. Saber escolher quem vai nos representar, não escolher a partir do santinho que está no chão no dia da votação”.
Café da manhã ostentação
Talles Barreto considerou que ao gravar um vídeo ostentando o seu farto café da manhã palaciano faltou sensibilidade do governador durante o período de pandemia em que muitos goianos estão sem trabalhar e ter o que comer. “Sensibilidade zero”, frisou.
Área de anexos