Segurança Pública em Goiás pode ter baixa no efetivo. Tropa da PM também está desmotivada

O ano de 2020 não está sendo dos melhores para a Polícia Militar em Goiás. Depois de um início de gestão em que a tropa se empolgou com o atual governo, atualmente a situação é diferente. São vários fatores que contribuíram para a crise, ainda que velada, que existe hoje entre a corporação e o governo.

Dentro da tropa há a certeza de que o efetivo terá uma evasão grande. Explica-se: na gestão de Marconi Perillo havia uma bonificação (Abono de Permanência) que incentivava os militares a continuarem no serviço. O atual governo acabou com esse bônus e existe a expectativa que só neste ano cerca de 800 policiais se encaminhem para a reserva e deixem o serviço ativo.

Outra questão dolorida na PM vem a ser as promoções. Oficiais promovidos ainda no passado até hoje não receberam o novo salário. A promoção completou um ano agora em julho. No caso dos praças, a mesma coisa. A promoção vai completar um ano em setembro de 2020 e até hoje nada de salário atualizado.