AD

CNN demite Leandro Narloch após comentários homofóbicos

O comentário foi feito quando Narloch falava sobre decisão do STF que liberava gays a doar sangue e gerou uma série de críticas por usar termos como “opção sexual”, restringir a contaminação por HIV à população homossexual e associá-la à promiscuidade.

Ele agora está fora de todos os telejornais da emissora e ainda não tem substituto. Procurada, a emissora confirmou o afastamento e enviou a seguinte nota:

“A CNN Brasil comunica que decidiu rescindir o contrato do jornalista e escritor Leandro Narloch. A empresa agradece pelos serviços prestados no período em que ele fez parte de nossa equipe de analistas e deseja sucesso no seguimento da carreira”.