Goiás: Caiado alerta para curva ascendente de contaminação do coronavírus

O governador Caiado alertou nesta quarta-feira que Goiás vive o pior momento na crise do coronavírus, com uma curva ascendente de contaminação. “Não é um momento em que pensamos no retorno às aulas, essa matéria não está na pauta”, exemplificou.

Para o governador, é preciso estabilizar o nível de contaminação a fim de evitar-se a sobrecarga hospitalar. No entanto, o governador disse que não é possível dizer quando isso irá ocorrer. “Trabalhamos para manter [a taxa de ocupação hospitalar] em 80%, 83% chegando até 90% em alguns dias”, destacou Caiado ao reafirmar que Goiás descarta a possibilidade de voltas às aulas antes de setembro.

“Nós não tivemos um colapso, não assistimos a cenas deprimentes e estamos tendo uma autoestima maior com adesão ao uso da máscara, testagens e isolamento porque aqui estamos tratando as coisas com seriedade”, argumentou o gestor.

Caiado disse ainda que tem acompanhado os relatórios de todos os hospitais estaduais e que a demanda por leitos ainda está alta. “Por isso, nosso último decreto foi muito claro ao mostrar que estamos mantendo a reabertura [do comércio], mas pedindo a colaboração da população”, encerrou.