“Goiânia precisa de um choque de gestão”, defende Wilder Morais 

Pré-candidato a prefeito de Goiânia pelo PSC, Wilder Morais defendeu em entrevista à imprensa que a capital precisa de um “choque de gestão para devolver a cidade aos goianienses”. O ex-senador lembrou que o Centro já foi referência em geração de emprego, mas atualmente está abandonado.  “Vamos reconstruir o Centro, devolvendo as lojas, a parte comercial e transformando o Centro no maior shopping aberto de capital do Brasil. Precisamos estruturar a 44 para que a gente possa chegar a ser a capital da moda do país”, disse.
Wilder Morais, que também ocupou a titular da Secretaria de Indústria e Comércio de Goiás, avalia que uma divisão da cidade em sete regiões macroeconômicas, com subprefeituras, pode promover o desenvolvimento regional da cidade. Além disse, ele prevê com essa iniciativa a melhoria do transporte coletivo. Segundo ele, o trabalhador ficaria próximo de casa e desafogaria o transporte coletivo.
Sobre o Plano Diretor, Wilder prevê que a discussão do assunto em meio a pandemia pode ser prejudicial para a capital. “No meio de uma pandemia, acho que esse Plano Diretor possa ser votado no ano que vem, com um novo prefeito. Que se possa ter uma flexibilidade. Não temos nenhum polo de desenvolvimento industrial em Goiânia. Precisamos trazer empregos para a capital. Se o Plano Diretor pudesse ser votado no ano que vem, com o novo prefeito e os novos vereadores, seria muito importante para o desenvolvimento da capital”, disse.